sábado, 2 de fevereiro de 2013

Nosso cérebro

NOSSO CÉREBRO

"Nosso cérebro é uma estrutura com mais de cem bilhões de células nervosas, chamadas neurônios. A energia trocada entre eles seria suficiente para manter uma lâmpada acesa o dia inteiro. Os neurônios se comunicam através de impulsos elétricos. Cada impulso é uma fração muito pequena de um pensamento e de uma memória."
E que esse mesmo impulso elétrico será convertido em substâncias chamadas neurotransmissores, que são substâncias químicas produzidas pelos neurônios, as células nervosas. Por meio delas, podem enviar informações à outras células. Podem também estimular a continuidade de um impulso ou efetuar a reação final no órgão ou músculo alvo.

"Comunicação entre as células nervosas" - Por Silvia Helena Cardoso, PhD

"Todas as nossas sensações, sentimentos, pensamentos, respostas motoras e emocionais, a aprendizagem e a memória, a ação das drogas psico-ativas, as causas das doenças mentais, e qualquer outra função ou disfunção do cérebro humano não poderiam ser compreendidas sem o conhecimento do fascinante processo de comunicação entre as células nervosas (neurônios). Dado que os neurônios formam uma rede de atividades elétricas, eles de algum modo têm que estar interconectados. Quando um sinal nervoso, ou impulso, alcança o fim de seu axônio, ele viajou como um potencial de ação ou pulso de eletricidade. Entretanto, não há continuidade celular entre um neurônio e o seguinte; existe um espaço chamado sinapse. As membranas das células emissoras e receptoras estão separadas entre si pelo espaço sináptico, preenchido por um fluido. O sinal não pode ultrapassar eletricamente esse espaço. Assim, substâncias químicas especiais, chamadas neurotransmissores, desempenham esse papel. Elas são liberadas pela membrana emissora pré-sináptica e se dinfundem através do espaço para os receptores da membrana do neurônio receptor pós-sináptico. A ligação dos neurotransmissores para esses receptores tem como efeito permitir que ions (partículas carregadas) fluam para dentro e para fora da célula receptora.

Neurotransmissores importantes e suas funções:

DOPAMINA: Controla níveis de estimulação e controle motor em muitas partes do cérebro. Quando os níveis estão extremamente baixos na doença de Parkinson, os pacientes são incapazes de se mover voluntariamente. Presume-se que o LSD e outras drogas alucinógenas ajam no sistema da dopamina.

SEROTONINA: Esse é um neurotransmissor que é incrementado por muitos antidepressivos tais como o Prozac, e assim tornou-se conhecido como o "neurotransmissor do bem-estar". Ela tem um profundo efeito no humor, na ansiedade e na agressão.

ACETILCOLINA (ACh): A acetilcolina controla a atividade de áreas cerebrais relacionadas à atenção, aprendizagem e memória. Pessoas que sofrem de doença de Alzheimer apresentam tipicamente baixos níveis de ACTH no córtex cerebral, e as drogas que aumentam sua ação podem melhorar a memória em tais pacientes.

NORADRENALINA: Principalmente uma substância química que induz a excitação física e mental e bom humor. A produção é centrada na área do cérebro chamada de locus coreuleus, que é um dos muitos candidatos ao chamado centro do "prazer" do cérebro. A medicina comprovou que a norepinefrina é uma mediadora dos batimentos cardíacos, pressão sanguínea, a taxa de conversão de glicogênio (glucose) para energia, assim como outros benefícios físicos.

Em resumo, PENSAMENTOS geram IMPULSO ELÉTRICO que por sua vez transformam-se em NEUROTRANSMISSORES...ou seja, a grosso modo, algo não palpável (PENSAMENTOS) torna-se algo palpável (NEUROTRANSMISSORES)...essas substâncias são SISTÊMICAS, pois caminharão a extensão de todo o corpo mostrando para todas as células como estamos "funcionando", a partir disso as mesmas trabalham de acordo com o instruído.
Percebam como tudo foi originado de nossos pensamentos...posso dar mais um exemplo: pessoas depressivas, com PENSAMENTOS frequentemente NEGATIVOS tem uma ausência ou baixa extrema de alguns desses neurotransmissores...suas células trabalham de acordo com isso, seu sistema imune também...estatísticas mostram altas taxas de morbidades e co-morbidades em indivíduos depressivos.
Minha opinião foi formada com essas bases...tentei mostrar-lhes a importância de nossos pensamentos e que somos moldados de acordo com eles, já que os mesmos transformam-se em substâncias que mostraram para as células como trabalharem...LOW ou HIGH ??
Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudas nossa biologia pelo que pensamos e sentimos! Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles.
Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.
A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongar a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.
Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte do corpo - a produção de neurotransmissores por parte do cérebro reduz-se, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície extrema das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lágrimas de alegria. 
Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição.
Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos.
A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido.
O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia.
Shakespeare não estava sendo metafórico quando Próspero disse: " Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos".
Você quer saber como esta seu corpo hoje? Lembre-se do que pensou ontem, quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje.

"Ou você abre seu coração, ou algum cardiologista o fará por você!". Deepak Chopra.